A arte do amor para a fé

O homem só pode conhecer a negação, nunca a posição da realidade última. "Embora o homem não possa saber o que Deus é, mesmo assim ele pode estar sempre bem cônscio do que Deus não é... Assim, satisfeita com nada, a mente clama pelo mais elevado de todos os bens (...)
O divino é uma negação das negações, um desmentido dos desmentidos... Toda a criatura contêm uma negação: uma nega o que é a outra".
ECKHART, Meister. Guia dos Perplexos. Traduzido por R. B. Blakney, Harper & Brothers, New York, 1941.

Deus é uma idéia, Deus é um pensamento. Como algo que me transcende, e se me transcende, é uma idéia por sua propria natureza transcedental. Sim, idéias são "sentidas", mas isto é um outro papo.

E se Deus consiste no que transcende, ele está entre a categoria do ser e não ser. E se me transcende (sem querer ser repetitivo), posso dizer apenas o que ele não é.

O pensamento só nos leva ao conhecimento da última resposta que não pode ser dada. O mundo do pensamento permanece prêsa do paradoxo. A única forma do Universo ser apreendido em sua "forma final", está na experiência particular da unicidade, seja lá o sem-fim que escolhermos para tal.

E a harmonia consiste na posição conflitante de que é feita, afinal não há explicação no universo qua não contenha em si mesma, uma explicação contrária.

Lamentavelmente ou felizmente, apenas algumas nos convém. O microcosmo se une ao macrocosmo, mas esta experimentação não te retorna ao mesmo microcosmo com que iniciou sua jornada.

Um comentário:

Patricia disse...

FabiO queridO, adOrei seu bLOg! achO até que demOrOu pra vc fazer um, pOis uma pessOa que tem tantO a dizer cOmO vc, PRECISAVA ter um bLog viu? Vc escreve bem, tem ótimOs pensamentOs e eu estOu muitO feLiz por vc expressá-Los virtuaLmente. Já cOLOquei nOs meus favOritOs. Um grande abraçO e tuuuuudO de bãO! :-)

PS: PrecisamOs marcar para nOs (re) ver né?