Um brinde ao Afago redescoberto

De volta ao blog, mas com pouco tempo para escrever, sejam devaneios ou verdades, pensamentos ou concordâncias... Mas tenho sido minha própria redescoberta.

Algo merece comentário. E poucos realmente entenderão. Brindo com um poema, recebido na hora eficaz.

Escolho-me como se fosse feijão,
e depois me cubro de amores
como se fossem as Rosas – soltinhas, deliciosas e floridas.
Por isso é que me como todo, no ato.
E me lambuzo na minha própria Gostosura.
Sou eu mesmo o meu prato preferido, meu Amor.
Tenho fome de mim.
Sacia-me.
by Edson Marques

3 comentários:

Edson Marques disse...

Fabio,

Obrigado pelo apoio!

No original, eu disse "as Roses" por sobre os feijões.

Mas as Rosas também merecem... rs!

Abraços, flores, estrelas.

Nilma disse...

Tem uma coisa pra vc lá no meu blog...
no pot de hoje.

beijos te amo

Carol disse...

Eu não acredito que o Fabio Tonini tem um blog e eu não sabia... Meu, tô morrendo de saudade de vc!

Vou passar por aqui sempre!!!!